Total de visualizações de página

quarta-feira, 12 de abril de 2017

Pensando sobre a relação da ciência com a fé



            Como você reagiria diante de um remédio – novo, recém elaborado por um laboratório muito grande e conceituado – que curaria as constantes dores de cabeça que você sente há anos? Todos os estudos, com animais e humanos, indicam que o remédio é realmente eficaz, mas ele está começando a ser comercializado agora.

            Suponha que na sua igreja local há um cientista, um biólogo que estuda o comportamento dos animais. A especialidade dele é o comportamento reprodutivo de mamíferos. Especificamente ele estuda os primatas. E, fortuitamente, conversando depois do culto de domingo, ele te diz que o comportamento de corte, de conquista entre os bonobos, chimpanzés, gorilas e humanos é praticamente o mesmo. O macho que quer “conquistar” a fêmea se exibe para ela, grita mostrando a força de seus pulmões, mostra força trazendo comida para ela diariamente. Esse macho é capaz de isolar uma área privilegiada para a fêmea se abrigar do calor ou do frio da noite.

            Guardadas as devidas diferenças, você lembra que teve um comportamento parecido quando começou a namorar sua esposa: você usou o melhor perfume que tinha, abria e fechava a porta do carro para ela, foram a bons restaurantes, viram bons filmes. Você sempre procurou estar com a barba feita (ou sem barba), falava de modo tranquilo, o cabelo sempre arrumado. E isso tudo foi lembrado durante aquela conversa de alguns minutos. No final da conversa, seu amigo biólogo lhe diz que essas semelhanças são por causa da origem comum que os humanos e os macacos tiveram ao longo da história.

            Para arrematar a conversa, seu irmão, biólogo, diz que evolutivamente era de se esperar um comportamento parecido entre os humanos e seus semelhantes mais próximos. Da sua parte, nessa conversa hipotética, você diz que o comportamento é semelhante porque o Criador os fez semelhantes. Qual de vocês está certo? Essas duas maneiras de explicar o comportamento parecido entre primatas e humanos são incompatíveis? Elas estão em conflito?

Nenhum comentário: