Total de visualizações de página

quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

Jesus não morreu por todos - Parte 7



Três argumentos baseados na natureza da santidade e da fé
1.    A morte de Jesus é a causa da nossa santidade e da purificação dos nossos pecados. É óbvio que existem pessoas que não são santificadas – inclusive frequentando uma igreja local – se essas pessoas não são santificadas não é possível dizer que Jesus tenha morrido por elas.
O Velho Testamento é pródigo em mostrar que os sacrifícios realizados tipificavam e apontavam para o sacrifício definitivo de Jesus Cristo. Mesmo aquele sangue de animais já purificava aqueles homens diante de Deus, quanto mais o sangue de Cristo pode purificar aqueles pelos quais Ele mesmo morreu (Hebreus 9:13-14).
Além disso, encontramos outros versículos que mostram que os objetivos da morte de Jesus Cristo quanto à nossa santificação foram alcançados: “o corpo do pecado é destruído, para que não mais sirvamos ao pecado (Romanos 6:6); temos redenção através do Seu sangue (Colossenses 1: 14); Ele Se deu a Si mesmo para nos remir e nos purificar (Tito 2: 14)” (p. 45).

2.    A fé parece fazer parte da constituição humana. Temos fé – no sentido mais amplo da palavra – que os alimentos que comemos nos nutrem; temos fé que podemos sair de casa e que retornaremos, etc e etc. Contudo, a fé que opera para a salvação, fé que chamamos de salvífica, é um dom da graça de Deus dada àqueles que são salvos (Efésios 2:8-9). Esta fé salvífica não vem de nós, é Deus quem a dá. Ora, se pessoas morrem sem salvação, conclui-se que elas nunca receberam essa fé salvífica.

3.    Neste argumento, Owen compara a Igreja de Cristo com o povo de Israel. Em suas palavras, “A maneira como Deus tratou o Seu povo escolhido no Velho Testamento é uma ilustração de que a salvação obtida por Cristo não é para todos os homens, mas é apenas para o Seu povo escolhido” (p. 47). Ora, o que isso significa? Que tudo que encontramos na relação de Deus com o povo de Israel no Velho Testamento pode – e deve, em muitos casos – ser aplicado à Igreja do Novo Testamento. De todos os povos da Terra, apenas os judeus foram agraciados com essa relação especial de Deus. Da mesma forma a Igreja. A salvação é dada e garantida apenas para aqueles que fazem parte da Igreja de Jesus Cristo.

Nenhum comentário: