Total de visualizações de página

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Neymar e a felicidade de R$ 10,00.


Parece que o jogador Neymar do Santos é evangélico (leia aqui). Até aí tudo bem. Cada um pode ter a religião que quiser. Ainda mais no Brasil que o que não falta é religião!

A relação que o cristão deve ter com o dinheiro é ensinada na Bíblia. Jesus ensinou que não é possível adorar a Deus e ao dinheiro ao mesmo tempo: ou a gente ama a Deus, ou amamos ao dinheiro, os dois juntos não dá. Isso não significa que Jesus ama, deseja e faz de tudo para a pobreza de quem O segue. Muitos ricos O seguiram: José de Arimatéia, Mateus, Zaqueu são alguns exemplos. Durante todo o tempo em que esteva na terra, Jesus afirmava vez ou outra, que o amor ao dinheiro era a raiz de todos os males e que a felicidade verdadeira não dependia dele.

Pois não é que o Neymar disse exatamente isso. "Quando estava acertando os detalhes (da renovação), chamei o Neymar no canto e perguntei: 'você está feliz?', e ele respondeu: "muito". "Acabou. Dinheiro não é tudo na vida", contou o empresário. "Se a situação está estabilizada, você não precisa de mais do que seus R$ 10 no bolso para tomar uma cerveja", complementou o pai do atacante santista.

Essa é uma boa resposta de quem já tem dinheiro suficiente para viver e não precisa ficar ostentando futilidades. Pode ser que o Neymar se transforme num Kaká que queira mais e mais dinheiro - minha opinião!!! Pode ser que o Neymar deseje ganhar mais dinheiro simplesmente para ter um Porsche, ou um Ferrari na garagem de casa. Mas essa declaração é de quem conhece a Bíblia.

O pior é que hoje à tarde, ouvindo a Rádio Bandeirantes, alguns jornalista estava ridicularizando o jogador por ele ter desdenhado o pomposo salário do time inglês que, inclusive, o chamou de louco. Isso prova para mim, o quanto as pessoas estão longe de Deus, querendo só encher os bolsos, "acumulando riquezas na terra, onde a traça e a ferrugem corróem".

Valeu Neymar. Boa aula você nos deu!!!

Um comentário:

Léo disse...

Fala Marcão!
Sabe, hoje em dia com toda a sinceridade, não acredito muito em mais ninguém, se esse famoso é evangélico ou não...............pode ter certeza de uma coisa, o Neymar (que eu acho que joga muita bola mas é mascarado pra cacete, como a maioria dos jogadores) estará ganhando muito.
Bem, realmente a felicidade realmente não se baseia no dinheiro, e creio nisso, aliás, uma pergunta eterna para nós, o que é realmente felicidade? Tem a perspectiva bíblica para isso, mas na sinceridade de corpo, alma e coração, o que é felicidade?
Um abraço e boa semana.